O site da Família O'Melete utiliza cookies. Saiba mais sobre nossas Políticas de Cookies clicando aqui. Ao navegar você concorda com a sua utilização.
Saiba mais sobre os cookies em nossa Advertência Jurídica e Políticas de Privacidade

5 Benefícios do exercício físico na gravidez

5 Benefícios do exercício físico na gravidez

Posso fazer exercício físico na gravidez? O que é bom para saúde? Como me preparar para o parto? Essas e outras dúvidas assombram as futuras mamães.

De maneira geral, é super recomendado a prática de exercícios durante a gestação (desde que não haja nenhuma complicação obstétrica). Tanto para mulheres que já tinham o hábito de se exercitar, quanto para as que estão pensando em começar a praticar alguma atividade visando uma gestação mais saudável.

Todo mundo sabe que a gravidez muda completamente o corpo da mulher. O crescimento da barriga faz mudar o centro de equilíbrio, o aumento do peso gera sobrecarga nos ossos e musculatura, alterações de postura, são apenas alguns exemplos dessas mudanças.

Mas e daí, não tem como evitar essas mudanças, certo? É, não tem como evitar, mas tem como amenizar os problemas e desconforto caudados por essas mudanças. Com exercícios, dê adeus as dores lombares, fadiga e falta de disposição.

Minha experiência

Eu por exemplo, já fazia corridas de rua antes de engravidar, mas nunca fui uma superatleta, aliás, estava retomando os treinos quando descobri a gravidez. Conversei com minha médica e ela recomendou que eu continuasse treinando, mas que ficasse atenta aos sinais do meu corpo, porque é comum se sentir mais cansada nessa fase. Ela pediu que eu fizesse exercício físico na gravidez, com moderação, mas liberou corrida e musculação.

E eu corri até os 6 meses de gestação mais ou menos. Como a corrida é um esporte de impacto, e a barriga já estava grandinha, comecei a sentir dores ao correr, então troquei por bicicleta e elíptico. Treinei normalmente a musculação, inclusive aumentando as cargas sempre que achava possível. Mas deixo a dica: não exagere, sempre com moderação.

Na musculação, dei ênfase em exercícios de membros inferiores, como leg press, agachamentos, afundo, adutores e abdutores, além de fortalecer bem a lombar e abdômen, porque esses exercícios fortalecem as musculaturas envolvidas no parto, facilitando muito (e facilitou mesmo!).

Tá, mas chega de falar de mim, vamos para a lista de benefícios né!

  1. Deixa o bebê tranquilo

Quando você pratica exercício físico seu corpo libera alguns hormônios, entre eles a serotonina, esse hormônio te dá aquela sensação gostosa de prazer ao final do treino. Pois é, o bebê está dentro de você e acaba sentido essa sensação de prazer junto com você. Além do fato de que você está em movimento, o que dá aquele embalo gostoso.

  1. Pode facilitar o parto

O parto normal é como se fosse uma competição esportiva. É preciso treino e preparação física para que o atleta, digo a grávida, possa desempenhar sua melhor performance.

O parto é muito desgastante (tipo, correr uma maratona), além de ser necessário ter flexibilidade e força, muita força para ajudar a expulsar o bebê, por isso o preparo físico é tão importante. Além disso, quem faz exercícios frequentemente libera endorfina, o que diminui a dor, deixando o parto menos sofrido.

Exercício físico na gravidez = parto mais rápido e menos sofrido.

  1. Ajuda a controlar o ganho de peso

Uma das preocupações das mulheres em relação a gravidez é o ganho de peso, mas se você mantiver uma alimentação saudável, mesmo que caia em tentação algumas vezes, os exercícios vão ajudar e muito a ter um ganho de peso ideal, que é de 6 a 10kg.

  1. Melhora a circulação e diminui o inchaço

Devido as alterações da gestação a circulação fica comprometida, o que causa retenção de líquidos. Com a prática de exercícios esse incômodo diminui consideravelmente.

  1. Prevenção de diabetes gestacional e pré-eclâmpsia

Estudos mostram diminuição de risco dessas doenças em mulheres com maiores níveis de atividade física na gestação.

Antes de sair por aí fazendo exercícios físicos durante a gravidez, fale com seu médico, pois existem casos em que essa prática não é recomendada! E não esqueça de procurar a orientação de um profissional de educação física.

Até a próxima e não deixe de curtir nossa página no facebook: @Família O’Melete

Envie seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE